TÉCNICA:
MOXABUSTÃO

Consiste em aplicar moxas (bastões quentes) em determinados pontos, com objetivo de limpar energias que prejudicam o equilíbrio físico e emocional.

← Voltar à lista de técnicas

O termo MOXABUSTÃO deriva da palavra japonesa Mogusa, que significa: erva que queima.

É a técnica de aquecimento dos ressonadores (pontos de energia), seja de maneira direta, indireta ou com o uso de elementos de interposição.  Os mesmos ressonadores onde se aplica a acupuntura, também, se pode aplicar a moxa.

No ocidente é mais comum o uso da moxabustão de forma indireta ou com elementos de interposição, devido à cultura desses países, uma vez que a moxa direta provoca uma cicatriz após sua aplicação.

Os métodos de cura por calor são utilizados em diversas partes do planeta desde os tempos remotos.

O bastão incandescente alcança temperaturas altas emitindo raios infravermelhos de curta longitude de onda e com uma qualidade particular muito estimulante.

O calor da moxa produz vaso dilatação, efeito analgésico, antiinflamatório, transmutador e calmante. O fogo, sendo um elemento transmutador por excelência, sempre vai produzir um efeito de conforto e estimulante.

O aquecimento dos ressonadores (pontos de energia) fornece calor e energia ao corpo. Por isso, a moxa está indicada para enfermidades por frio e/ou umidade (cistites, gripes, cólicas menstruais, etc.), para todos os pacientes com deficiência de energia, pessoas fracas, pessoas cansadas física e mentalmente, pacientes idosos, crianças de qualquer idade, convalescentes e doenças crônicas. A moxa na face relaxa a musculatura nos casos de bruxismo.

A moxa, além de ser utilizada para o tratamento de enfermidades, é também de grande utilidade na prevenção, pois fortalece a saúde e leva o ser a longevidade.

A moxa pode ser utilizada sozinha, ou combinada com as outras técnicas de tratamento, como a acupuntura, qi gong li e massagem tradicional energética oriental. Mas, sempre a decisão será após uma avaliação do paciente, para elegermos qual a técnica mais adequada; pois a moxa, por exemplo, produz a mutação do ressonador que se está aplicando ela, fazendo com que o órgão correspondente a esse ponto energético pegue essa energia da moxa e a transforme em sua própria qualidade. Essa mutação da energia dificilmente se pode conseguir com a acupuntura. Porque, com a agulha o terapeuta dá a direção para a energia, a funcionalidade do ressonador e o que significa atuar nele.

É normal que a pele fique avermelhada pela ação da moxa. Tal fenômeno desaparecerá de imediato sem a necessidade de fazer qualquer tratamento. 

Observações: Na antiga China quando alguma pessoa da família estava com uma enfermidade contagiosa, essa era isolada num dos quartos da casa, onde era tratada, e para que a doença não contaminasse os demais a moxa era colocada nos quatro cantos da cama onde estava o doente, e aí queimavam. Ou seja, a moxa também tem a propriedade de limpeza e prevenção de contágios.

Ressonadores são pontos de energia espalhados pelo corpo. Eles se  encontram sobre os canais energéticos, ou meridianos, como a maioria conhece. São 361 ressonadores distribuídos em 14 canais de energia. Além desses, existem ainda outros ressonadores, chamados de ressonadores extras, são mais de 60 pontos de energia, sendo que a maioria está localizada fora dos canais energéticos.

 

Terap. Lêdda Martins